quarta-feira, 28 de novembro de 2012

ESPECIALIDADE- NATUREZA - GATOS


1. Qual é o nome científico da família dos felinos?

Os felídeos ou Felinos (latim científicoFelidae) constituem uma família de animais mamíferos digitígrados, da ordem dos carnívoros, dos quais o mais conhecido é o gato.
 2. Como é a estrutura da pata semelhante em todos os gatos?

Os gatos têm cinco dedos em cada uma das patas da frente e quatro dedos em cada uma das patas traseiras. As garras são retrácteis e têm almofadas macias na parte inferior de cada pata.

3. Como são os olhos de todos os gatos da mesma forma?

As pupilas dos gatos  ficam dilatads ( mais abertas)  no escuro,  se contraem e diminuem, quando expostos à luz. A parte de trás do olho é revestida com uma superfície reflectora. Em baixos níveis de luz a pupila dos gatos tem que ser apta para  abrir o mais amplamente possível, mas também de ser capaz de se contrair para o tamanho menor possível para proteger a retina sensível à luz do sol. Em olhos humanos, esta variação de tamanho da pupila é controlado por um músculo ciliar circular, mas isto limita a quantidade de variação de tamanho. Em gatos no entanto, o mesmo processo é controlado por dois, obturador-como músculos ciliares, o que dá  a pupila do gato características específicas  em condições de luz brilhante. Todos as pupilas de  gatos são, portanto, elíptica. Mesmo que as pupilas de alguns (  os grandes felinos) possam parecer mais circular quando dilatadas.

 4. O que é o principal alimento da família dos felinos? Como estão  os dentes do gato equipado para isso?

O principal alimento da família dos felinos é a carne. Eles têm quatro dentes caninos frontais para morder e rasgar, e  dentes como faca  afiadas lateralmente  para cortar a pele e músculo.

 5. Para que servem os bigodes do gato?

Bigodes do gato são conectados aos nervos sensíveis, eles agem como dedos a mais para "sentir" coisas as suas voltas Os bigodes do gato são pelos sensoriais  especializados  agrupadas na cabeça em três locais específicos. Os gatos geralmente possuem uma dúzia de bigodes, que se localizam em quatro fileiras sobre os lábios superiores, alguns nas bochechas, e outros fios sobre os olhos e o queixo. Os fios mais elevados têm uma movimentação independente, diferente dos inferiores, para a obtenção de medições ainda mais precisas.Os bigodes supercilarios estão posicionados acima dos olhos, os bigodes genal para a parte traseira da área da " bochecha" e os bigodes mistacial, que são os mais longos e os mais proeminentes estão localizados em cada lado do focinho do gato. Os bigodes mistacial são principalmente usados ​​como um mecanismo alternativo de detecção quando os olhos já não são eficazes (isto é, no escuro). Acredita-se agora que existe uma ligação entre a entrada sensorial e visual do gato e que um certo grau de processamento paralelo ocorre dentro do cérebro. Isto pode ser demonstrado por um simples toque no final dos bigodes - a resposta automática é : o gato pisca.!
A extrema sensibilidade destes pelos  podem registar mudanças muito pequenas na pressão do ar, permitindo assim que o gato possa  evitar objetos enquanto se move no escuro. Pensa-se que os cristais capilares podem também ser utilizadas para determinar a posição de presa e para ajudar a localizar a posição exacta para a mordida fatal..
Curiosamente, chitas, que cacam principalmente de dia, têm menos desenvolvidos seus bigodes,   do que os  bigodes dos gatos que  saem à caça durante a  noite.
Os gatos são capazes de alterar a posição dos seus bigodes, dependendo do que eles estão fazendo - em repouso os bigodes são alongadas, em 90% para a cabeça, enquanto que quando eles estão andando inclinado para a frente para ajudar a sua capacidade de detecção.

 6. Como os gatos protegem suas orelhas?

Os gatos têm o cabelo no interior de suas orelhas para pegar detritos. Além disso, suas orelhas pode ser dobradas.

 7. Identificar a partir de fotos ou observação pessoal quatro tipos de gatos domésticos. Descrever o temperamento de cada um.

O Abissínio

 Seu corpo é esguio e musculoso, são ágeis e ativos, com nível alto de energia, e portanto necessitam atividade física. Se confinados, devem ter acesso a brinquedos e distrações, de preferência ter contato com outro(s) gatos(s), com quem costumam interagir muito bem.
A raça apresenta uma marcação de pelagem denominada ticking, que apresenta faixas com tonalidade escura ao longo de cada pêlo, especialmente na ponta. Essa marcação dá um efeito especial em sua bela pelagem.
Não dão trabalho para os donos, sendo que sua pelagem necessita apenas de escovação regular com luva para manter-se viçosa.
São animais muito inteligentes, independentes e que aprendem com grande rapidez. Gostam muito de água e costumam conviver bem com cãese outros gatos. Adaptam-se facilmente às pessoas.
O Americano de pelos curtos

Pêlo Curto Americano é uma verdadeira raça de trabalho. É conhecida pela sua longevidade, saúde, docilidade com crianças e cães, além da sua beleza e temperamento quieto.

Resistente, tem seu corpo muito bem proporcionado, forte, ágil, balanceado e simétrico.
Seu corpo é mais comprido do que alto, de tamanho médio para grande. As fêmeas devem ser menos robustas em todos os aspectos, e devem ser premiadas igualmente, se as proporções gerais estiverem de acordo.
Os olhos são grandes e amendoados, brilhantes e alerta. A distância entre os olhos deve ser de, pelo menos, o equivalente a um olho. Os cantos externos dos olhos são levemente mais altos que os cantos internos.
Sua pelagem é curta, e de textura dura. Variações na grossura dos pelos são permitidas de acordo com a região e estação do ano. A pelagem é densa o suficiente para proteção do tempo, frio e cortes superficiais na pele.

Maus egípcio

Mau Egípcio é uma raça de gato que descende de animais originários do Antigo Egipto, que eram considerados semi-deuses em virtude da veneração à deusa Bastet. Podem ser vistos em papiros e construções egípcias anteriores a 1000 a.C.
princesa Troubetzkoï levou exemplares para a Europa e a raça foi desenvolvida nos Estados Unidos a partir desses exemplares europeus.
Essa raça foi relativamente extinta, no entanto, têm sido feitos cruzamentos na Europa para se criarem gatos que apresentem os padrões existentes nessa antiga raça. Esta linhagem baseou-se originalmente em gatos rajados produzidos durante a criação dos Siameses Tabby Point.
É um gato doméstico de temperamento calmo. Esperto e dedicado, possui laços afectivos extremamente fortes com os seus donos.
O seu aspecto é perfeitamente balanceado entre esbelto e roliço. A sua cabeça triangular é levemente arredondada. O focinho não é pontudo e os seus olhos são oblíquos, de formato oval, geralmente de cor verde.
Existem três cores, tendo exemplares prata, bronze e preto fosco. A cor principal é composta de pêlos listrados com pontas pretas. Pelo menos duas listras devem ser visíveis em cada pêlo. A coloração preta pode modificar para um marron claro se o gato for exposto ao sol forte por muito tempo. Todas as pigmentações possuem a usual padronagem malhada associada aos tabbies. As próprias manchas devem ser claramente definidas. As malhas são redondas e distribuídas de modo uniforme por todo o corpo do gato. Há também os chamados "botões de colete" no peito e barriga. Em filhotes recém-nascidos, as malhas tendem a ser menos definidas. O contraste na coloração destes gatos leva até dois anos para desenvolver-se completamente. A base dos pêlos é esbranquiçada e as pontas pretas, criando um contraste quando o gato se movimenta.[1]

O exótico

Este é um charmoso gato de tamanho grande, muito parecido com o persa, mas de pêlo curto.

O exótico ideal deve aparentar um gato bem balanceado, com expressão doce e suave, estrutura óssea pesada, e pelo muito cheio e denso, o que acentua a sua aparência arrendondada. O exótico tem boa musculatura, sem evidência de obesidade.
Os olhos do exótico são grandes, redondos, de cor brilhante, e cheios. São nivelados e distantes entre sí, tornando sua expressão muito doce.

O exótico é um excelente  gato de companhia. É muitoamigável, brincalhão, carinhoso, e gosta de estar sempre por perto. Mesmo depois de adulto o exótico vai continuar brincalhão e cheio de vida.


O Maine Coon

Originalmente um gato de trabalho, o maine coon é resistente, rústico, capaz de suportar as interpéries. Seu pelo é macio e seu corpo muito bem proporcionado, de aparência retangular e balanceada, sem partes exageradas em tamanho.

O maine coon é musculoso, de tamanho grande. As fêmeas, geralmente são menores que os machos.
Os olhos da raça maine coon são grandes e expressivos. As cores dos olhos são verdes ou douradas.

É um gato de fácil adaptação, e essencialmente muitoamigável. Sua pelagem é sedosa, caindo levemente. É curta nos ombros e mais longa na região do estômago.


Um persa

O persa ideal deve aparentar um gato bem balanceado, com expressão doce e suave, estrutura óssea pesada, e pêlo muito cheio e denso, o que acentua a sua aparência arrendondada.

A pelagem do persa é longa em todo o corpo, e muito cheia. De textura fina, lisa e cheia de vida.
O persa é um gato elegante, compacto, bem balanceado, forte, que prefere estar no chão. Não tem entre suas especialidades a velocidade, ou a agilidade.

A cabeça do gato persa é arredondada, com bom espaço entre as orelhas.


O azul do russo

Uma elegância imperial

  Não se pode definir com exatidão a origem desta raça. Às vezes, o gato azul da Rússia é confundido com o gato chartreux, embora seu talhe seja bem mais esguio. Ele é classificado na categoria dos gatos exóticos de pêlo curto. o gato azul da Rússia é um animal bastante vivo e dócil, e tem um miado particularmente melodioso.
  O corpo deste gato é longilíneo e gracioso. Suas patas são delgadas e o pescoço, fino e ligeiramente curvado. O focinho tem formato de um V e as orelhas, pontudas e estreitas na base, são recobertas por uma pele fina e quase transparente. Os olhos amendoados têm uma cor verde-esmeralda especialmente luminosa. A pelagem lustrosa e densa varia do cinza ao azul.
  Silencioso e calmo, é um dos raros gatos que aceita ser conduzido em coleira. É excelente caçador, embora o comprimento de suas patas às vezes o atrapalhe.

Siames


Uma característica marcante na raça siamês é a sua cor branca. Talvez o mais antigo dos gatos, o siamês tem tamanho médio, é esbelto, refinado, elegante, magro, mas musculoso.

Os exemplares machos da raça siamês são proporcionalmente maiores do que as fêmeas. O siamês é um gato gracioso, uma distinta combinação de ossos finos e músculos.O siamês é resistente, tem excelente condição física e não é gordo.

Os olhos da raça siamês são amendoados, de tamanho médio. A pelagem é curta e sedosa, muito macia e predominantemente branca.

O siamês é, sem dúvida, um gato muito inteligente, curioso e de natureza  amável



 8.Qual o Beneficio para os seres humanos  que os gatos podem   oferecer. 

Além de pegar ratos eles nos  oferecem a amizade..

 9. Identificar a partir de fotos ou observação pessoal sete tipos de gatos selvagens. Dizer em que parte do mundo eles são encontrados.

Caracal



caracal (Caracal caracal) ou lince-do-deserto é um carnívoro da família dos felídeos habitante da África e da Ásia Menor. Apesar de sua aparência lembrar a de um lince, este gato selvagem é parente próximo do serval.
O caracal mede aproximadamente 65 centímetros mais 30 de cauda. Possui pernas longas e uma aparência esguia. A cor da pelagem pode variar de avermelhado, acinzentado a amarelo torrado, embora até se conheçam casos de indivíduos todos negros; e é própria para ele se camuflar. Um caracal selvagem vive cerca de 12 anos, mas em cativeiro pode chegar aos 17 anos. Como é um animal fácil de se domesticar, é utilizado na caça em países como o Irão e a Índia.



Leopardo

Leopardo (Panthera pardus), também chamado onça-do-cabo-verde em Angola, é, com o leãotigre e onça pintada, um dos quatro grandes felinos do gênero Panthera. Medem de 1,25 m a 1,65 m de comprimento, e pesam entre 30 e 90kg. As fêmeas têm cerca de dois terços do tamanho do macho. De menor porte do que a onça pintada, o leopardo não é menos feroz. Habita a África e Ásia. Possui várias subespécies, algumas criticamente ameaçadas, como o leopardo-de-amur, o leopardo-da-barbária e o leopardo-da-arábia. O leopardo-nebuloso (Neofelis nebulosa) e oleopardo-das-neves (Uncia uncia) são espécies que pertencem a gêneros diferentes, apesar do nome leopardo em comum.

Um leopardo, à primeira vista, parece-se muito com uma onça-pintada. Porém, um exame mais detalhado mostra que sua padronagem de pelo apresenta diferenças significativas. Enquanto a onça apresenta pintas em forma de rosetas, os leopardos têm manchas menores, escuras de cor sólida. Quando o leopardo é totalmente negro também se denomina pantera (ou pantera negra). O leopardo possui uma longa cauda, que o ajuda a manter o equilíbrio ao subir em árvores (onde preferem comer sua presa) ou ao fazer longas corridas em grandes velocidades (cerca de 50 km/h), diferentemente da onça que não possui cauda longa.
No deserto, podem atingir 15 anos de idade.
Um leopardo geralmente caça impalas e por vezes gnus, ruminantes presentes na savana. Às vezes, pode atacar bandos de babuínos quando estes invadem seu território em busca de alimento ou abrigo. O leopardo usa a sua imensa força e transporta a sua presa para o cimo de uma árvore para a tirar do alcance de outros predadores como os leões e as hienas. Um leopardo consegue carregar animais seis vezes mais pesados que ele mesmo. Sua gestação é de 12 semanas. Muitas vezes o leopardo com fome pode comer qualquer coisa até mesmo um inseto.

Chitas



Acinonyx jubatus é o nome científico da chita ou guepardo, também conhecido como lobo-tigreleopardo-caçador ou onça-africana, umanimal da família dos felídeos (Felidae), ainda que de comportamento atípico, se comparado com outros da mesma família. É a única espécie vivente do gênero Acinonyx. Tendo como habitat a savana, vive na Áfricapenínsula Arábica e no sudoeste da Ásia. Fisicamente, é significativamente parecido com o leopardo. As almofadas das patas da chita têm ranhuras para se moverem melhor em alta velocidade, e sua longa cauda serve para lhe dar estabilidade nas curvas em alta velocidade. Cada chita pode ser identificada pelo padrão exclusivo de anéis existentes em sua cauda, tem uma cabeça pequena e aerodinâmica e uma coluna incrivelmente flexível, são habilidades que ajudam bastante na hora da perseguição.
É um animal predador, preferindo uma estratégia simples: caçar as suas presas através de perseguições a alta velocidade, em vez de tácticas como a caça por emboscada ou em grupo, mas por vezes, pode caçar em dupla. Consegue atingir velocidades de 115 a 120 km/h, por curtos períodos de cada vez (ao fim de 400 metros de corrida), sendo o mais rápido de todos os animais terrestres, porém em uma certa ocasião, avistou-se um guepardo que correu atrás de sua presa por 640 metros em 20 segundos, (medidos com um cronômetro), e 73 metros em aproximadamente dois segundos - 115,2 e 131,4 km/h respectivamente.[1]
O corpo da chita é esbelto, musculado e esguio, ainda que de aparência delgada e constituição aparentemente frágil. Tem uma caixa torácica de grande capacidade, um abdómen retraído e uma coluna extremamente flexível. Tem uma cabeça pequena, um focinho curto, olhos posicionados na parte superior da face, narinas largas e orelhas pequenas e arredondadas. O seu pêlo é amarelado, salpicado de pontos negros arredondados, e na face existem duas linhas negras, de cada lado do focinho, que descem dos olhos até à boca, formando de fato um trajecto de lágrimas. Um animal adulto pode pesar entre 28 e 65 kg. O comprimento total do corpo varia de 112 a 150 cm. O comprimento da cauda, usada para equilibrar o corpo do animal durante a corrida, pode variar entre 62 e 85 cm.


 Jaguar

A onça-preta, também conhecida por jaguar-preto, é uma variação melânica da onça-pintada (ou jaguar). Antes se pensava que poderiam tratar-se de espécies diferentes, mas sabe-se hoje que a onça-preta e a onça-pintada são da mesma espéciePanthera onca. Observando-se atentamente, são visíveis as rosetas e pintas típicas da onça-pintada contra o fundo negro da pelagem da onça-preta.
A variante negra da onça-pintada é rara. Onças-pretas ocorrem na América do Sul, incluindo vários estados do Brasil e ainda na VenezuelaParaguaiPeruGuiana e Equador.[2] Onças-pretas também poderiam existir na América Central e México, mas a ocorrência desta variante nestas regiões não está confirmada.[2]
Na onça-preta, o melanismo é uma característica dominante, e estudos genéticos mostram que este fenótipo está associado a uma mutação no gene do Receptor de melanocortina 1 (MCR1), que regula a síntese de melanina nos melanócitos da epiderme.[1]






O Jaguar é o terceiro maior animal da familia dos felídeos, a seguir ao Tigre e ao Leão. É, porém, o maior  e mais feroz representante dos felídeos das Américas. Tem a capacidade de rugir, exclusiva dos grandes felídeos,  mas geralmente produz sons menos impressionantes, chegando os machos a emitir uma espécie de miado de chamamento durante a época de acasalamento.

Onça Pintada


 A onça-pintada (Panthera onca), também conhecida como onça, pintada, onça-verdadeira, jaguar, jaguarapinima, jaguaretê, acanguçu,canguçu ou onça-preta (os dois últimos termos, somente no caso dos indivíduos melânicos[3])[4], é uma espécie de mamífero carnívoro da famíliaFelidae encontrada nas Américas. É o terceiro maior felino do mundo, após o tigre e o leão, e o maior do continente americano. Ocorria nas regiões quentes e temperadas, desde o sul dos Estados Unidos até o norte da Argentina, estando, hoje, porém, extinta em diversas partes dessa região. Nos Estados Unidos, por exemplo, está extinto desde o início do século XX.
Se assemelha ao leopardo fisicamente, se diferindo desse, porém, pelo padrão de manchas na pele e pelo tamanho maior. As características do seu comportamento e do seu habitat são mais próximas às do tigre. Seu habitat preferido é a densa floresta tropical, sendo, porém, também encontrado em terrenos abertos.
A onça-pintada está fortemente associada com a presença de água e é notável, juntamente com o tigre, como um felino que gosta de nadar. É, geralmente, solitária. É um importante predador, desempenhando um papel na estabilização dos ecossistemas e na regulação das populações de espécies de presas. Tem uma mordida excepcionalmente poderosa, mesmo em relação aos outros felinos. Isso permite que ela fure a casca dura de répteis como a tartaruga e de utilizar um método de matar incomum: ela morde diretamente através do crânio da presa entre os ouvidos, uma mordida fatal no cérebro[carece de fontes].
Está ameaçada de extinção e seu número está em queda. As ameaças à espécie incluem a perda e a fragmentação do seu habitat. Embora o comércio internacional de onças ou de suas partes esteja proibida, o felino ainda é frequentemente morto por seres humanos, particularmente em conflito com fazendeiros e agricultores.
A onça faz parte da mitologia de diversas culturas indígenas americanas, incluindo a dos maiasastecas e guarani. Na mitologia maia, apesar de ter sido cotada como um animal sagrado, era caçada em cerimônias de iniciação dos homens como guerreiros.


Leão

leão (do latim leone)[3][4] (Panthera leo) é um dos quatro grandes felinos no gênero Panthera, membro da família Felidae. Com alguns machos excedendo 250 kg em peso, ele é o segundo maior felino vivo depois do tigre. Leões selvagens existem atualmente na África Subsaariana e naÁsia com uma população remanescente em perigo crítico, na Floresta de Gir na Índia, tendo desaparecido da África do Norte e do Sudoeste Asiático em tempos históricos. Até o Pleistoceno tardio, há cerca de 10 000 anos, o leão era o mais difundido grande mamífero terrestre depois dos humanos. Eles eram encontrados na maior parte da África, muito da Eurásia, da Europa Ocidental à índia, e na América do Yukon ao Peru.
Leões vivem por volta de 10-14 anos na natureza, enquanto em cativeiro eles podem viver mais de vinte anos. Na natureza, machos raras vezes vivem mais do que dez anos, visto que ferimentos sofridos em combate contínuo com machos rivais reduzem sua longevidade. Originalmente era encontrado na EuropaÁsia e África. Tais felinos possuem coloração variável, entre o amarelo-claro e o marrom-escuro, com as partes inferiores docorpo mais claras, ponta da cauda com um tufo de pêlos negros e machos com uma longa juba. Há ainda uma variedade genética de leões brancos, que apresentam dificuldades de sobrevivência por se destacarem nas savanas ou selvas, logo, tendo imensas dificuldades de caça. São exclusivos da reserva de Timbavati, localizada no Parque Nacional Kruger, na África do Sul.
Os leões estão muito concentrados atualmente nas savanas reservadas, onde caçam principalmente grandes mamíferos, como antílopeszebras,javalis; um grupo abate um búfalo-africano entretanto, se o bando estiver faminto pode abater um elefante jovem, desde que esteja só. Também é frequente o confronto com hienas, estando estas em bandos ou não, por disputa de território e carcaças.
O leão é apelidado de o "rei dos animais" por se encontrar - em condições naturais e normais - no topo da cadeia alimentar dos animais que habitam em terra seca. São felinos muito sociáveis: um grupo pode possuir até quarenta indivíduos, composto na maioria por fêmeas.


Lince




lince (Lynx spp.) é um mamífero da ordem Carnivora, família Felidae, sendo portanto um felino carnívoro. O género tem distribuição geográfica vasta mas presente apenas no Hemisfério Norte. Os linces são por vezes classificados dentro do género Felis, apesar de possuírem seu próprio gênero, Lynx.
Os linces são felinos de dimensões um pouco maiores que o gato doméstico, podendo pesar até 30 kg. Têm cauda curtas e orelhas bicudas, com um tufo de pelos na ponta. Os habitats preferenciais dos linces são florestas e zonas de vegetação densa em geral, onde abundem roedores elagomorfos, suas presas preferenciais. Os linces também possuem bigodes ultrassensíveis(vibrissas), pelagem espessa e patas largas como adaptações à vida sobre a neve no inverno. Quando o inverno chega, sua principal presa é a lebre, apesar da dificuldade de captura, devido à pelagem branca desta.


Ocelote



Jaguatiricaocelote ou gato-do-mato é um felino cujo nome científico é Leopardus pardalis, originariamente encontrado na Mata Atlântica e outras matas brasileiras. Distribuída por toda a América Latina, é encontrada também no sul dos Estados Unidos. De hábitos noturnos, passa a maior parte do dia dormindo nos galhos das árvores ou escondido entre a vegetação. Possuem hábito solitário, só procuram um parceiro na hora do acasalamento.
As fêmeas têm de um a quatro filhotes a cada gestação. Supõe-se que se reproduzem a cada dois anos. O período de gestação varia de 70 a 95 dias. As fêmeas chegam à idade adulta em um ano e meio, os machos aos dois anos. Em cativeiro estima-se que viva cerca de 20 anos, mas é possível que viva menos na natureza.
Alimenta-se de mamíferos pequenos e médios, como roedoresmacacosmorcegos e outros. Come também lagartoscobras e ovos de tartarugas. Caça aves, e alguns são bons pescadores. A jaguatirica mede entre 65 cm e um metro de comprimento, fora a cauda, que pode chegar a 45 cm. Pesa entre 8 e 16 kg. Também é chamado onça-pintada, no entanto a onça (Panthera onca) é maior, podendo atingir 2,10m.
Seu status é considerado pouco preocupante pela União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (2002) e em perigo pela USDI (1980), apêndice 1 da Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Fauna e da Flora Silvestres Ameaçadas de Extinção. Está desaparecendo pela ação dos caçadores que querem sua pele[1]. O mercado negro é alimentado pelo costume adoptado em muitos países de transformá-lo em animal exótico e de estimação.

 Puma ( suçuarana)

Puma concolor, anteriormente Felis concolor, também conhecido pelos nomes populares suçuaranapumaonça-pardaonça-vermelha,jaguaruna[3]leão-baio e leão-da-montanha, é um mamífero da família Felidae nativo das Américas. Este felino grande e solitário tem a maior área de distribuição entre todos os grandes mamíferos terrestres do hemisfério ocidental, sendo encontrado desde o Yukon, no Canadá aos Andes meridionais.[4] Como espécie adaptável e generalista, a suçuarana é encontrada em qualquer região e tipo de habitat do Novo Mundo. É o segundo felino mais pesado do Novo Mundo, a seguir à onça-pintada. Apesar de grande, é mais aparentada aos pequenos felinos. Alguns cientistas consideram a suçuarana e o guepardo como parentes próximos.
Um hábil predador de espera e emboscada, a suçuarana caça uma variedade de presas. As fontes primárias de alimento incluem ungulados comocervos (incluindo alces e uapitis) e carneiro-selvagem, bem como gado domésticocavalos, e ovelhas, em particular na parte norte da sua área de distribuição. Também pode caçar espécies tão pequenas como insetos e roedores. Prefere habitat com vegetação rasteira densa e áreas rochosas adequadas às emboscadas, mas também pode viver em áreas abertas.
A suçuarana é territorial e persiste em densidades demográficas baixas. Os tamanhos dos territórios individuais dependem do terreno, vegetação e abundância de presas. Embora seja um grande predador, nem sempre é a espécie dominante na sua área de distribuição, como quando compete pelas suas presas com animais como o lobo-cinzentoonça-pintadaurso-negro e urso-cinzento . É um animal recluso e, normalmente, evita pessoas. Os ataques a seres humanos permanecem raros, apesar de um aumento recente de frequência.
Devido ao excesso de caça após a colonização europeia da América e da ocupação humana contínua dentro do seu habitat, as populações diminuíram na maior parte de sua área histórica de distribuição. Em particular, a suçuarana foi extinta no leste da América do Norte , com exceção de uma subpopulação isolada no estado da Flórida, nos Estados Unidos. Há muitos avistamentos que afirmam que o animal foi recolonizando partes do seu antigo território oriental, como Ontário no CanadáMainePenínsula Superior, Norte do MichiganMissouri e Illinois, nos Estados Unidos. Um leão fotografado por guardas-florestais de Indiana, nos Estados Unidos, em maio de 2010, pode ter escapado do cativeiro alguns anos antes.



Puma


Pumas estão amplamente distribuídas no Norte, América Central e América do Sul. Eles podem ser vistos em uma variedade de habitats, desde o deserto à floresta todo o caminho do norte de British Columbia, no norte ao extremo sul da Cordilheira dos Andes. Pumas foram expulsos da metade oriental da América do Norte pela pressão humana, uma pequena população permanece na Flórida e, ocasionalmente, há aparições de puma em outros estados do leste. Outros nomes para Pumas são Catamount, Puma, Cougar e Panther.

Serval
Serval in Tanzania.jpg
serval (Leptailurus serval) é um mamífero carnívoro da família dos felídeos. Mede cerca de 85 cm, mais 40 cm de cauda.
Embora não sejam animais domesticados, os servais são por vezes criados em lares particulares como qualquer outro animal de estimação. Em muitos países e estados é necessário uma licença especial para um animal selvagem ser mantido em casa. Um dos factores que faz com que os servais adoeçam, quando são tratados como simples gatos, é o facto de os seus "donos" os alimentarem como tal, em vez da carne crua a que os animais estão habituados.

Os servais podem saltar até 3 metros para apanhar aves pela asa. São felídeos bastante ágeis com longas patas e uma cabeça pequena. Caçam de noite com incríveis habilidades, tácticas de espera e de batida, capturando muitos roedores,mamíferos.Especialmente ratos-toupeiras e lagartos, as vezes Gazelas e pequenos avestruzes.

Os servais habitam territórios bem definidos, em áreas pouco arborizadas em savanas, na proximidade de água, na África Subsariana

Tigre
Tigre-de-bengala (Panthera tigris tigris) adulto

tigre (Panthera tigris) é um mamífero da família dos Felinos ou Felídeos. É um dos quatro "grandes gatos" do género Panthera. Os tigres sãopredadores carnívoros.
Um macho adulto pesa, em média, trezentos quilogramas, tem 1,10 metros de altura na cernelha e 3,50 metros de comprimento (incluindo a cauda). São caçadores noturnos e, apesar de seu grande tamanho, podem se aproximar de suas presas em completo silêncio, antes de se precipitar sobre elas a curta distância. Entre os carnívoros terrestres, eles têm os maiores dentes, que podem chegar a dez centímetros e as maiores garras, atingindo os oito centímetros. A força da sua mordida é uma das mais fortes entre todos os felinos. É um grande nadador, apreciando a água como meio de se refrescar. Já foram vistos tigres que nadaram mais de cinco quilômetros. Além disso, são ágeis e velozes, capazes de andar em terrenos rochosos e de subir em árvores com troncos grossos (apesar não subirem com frequência, já que não costumam ter motivos para isso). São caracterizados por suas listras: cada indivíduo possui um padrão, não existindo dois tigres com o mesmo padrão. São como as digitais dos seres humanos.

Há nove subespécies distintas de tigre, três das quais estão extintas. Ocupavam historicamente uma extensa área que englobava a RússiaSibéria,IrãCáucasoAfeganistão, antiga Ásia Central Soviética, Subcontinente indianoChina, todo o sudeste da Ásia e Insulíndia (ilhas de SumatraJava eBali). Hoje em dia, se encontram extintos em muitos países da Ásia. Estas são as subespécies sobreviventes, em ordem decrescente de população selvagem:
Locais onde os tigres vivem estão marcados em verde escuro

Tigres vivem em florestas e savanas do leste e sudeste da Ásia. Eles vivem em países como Bangladesh, Butão, China, Índia, Nepal, Camboja, Laos, Malásia, Mianmar, Tailândia e Vietnã, Indonésia (Sumatra), e do Extremo Oriente russo. O Tigre de Bengala é o animal nacional da Índia.



Gato selvagem
gato-bravo (Felis silvestris), também conhecido como gato-selvagemgato-cabeçana ou gato-montês, é um pequeno felino natural daEuropaÁfrica e Ásia. A espécie é bastante versátil e ocupa habitats diversificados como savanas, florestas e estepes. O gato-doméstico evoluiu a partir do gato-bravo e é considerado como sua sub-espécie (Felis silvestris catus).

O gato-bravo é um carnívoro de médio porte, semelhante aos gatos-domésticos, porém mais robusto. A cabeça é grande e arredondada, com um focinho curto e poderosas mandíbulas. Os olhos são geralmente verdes. As patas são curtas e fortes.
A pelagem é acastanhada e/ou acinzentada, o que permite camuflar-se no seu ambiente. A principal característica distintiva é a sua cauda grossa e de aspecto tufado, que apresenta 3 a 5 anéis pretos, largos e bem espaçados, terminando numa ponta negra arredondada. O corpo também tem riscas ao longo dos flancos e patas. Ao contrário de muitos gatos-domésticos, a pelagem do gato-bravo não tem pintas.
Gato-bravo.
Os machos têm entre 52 e 65 cm de comprimento e pesam em média 5 kg (máximo 7 kg), enquanto as fêmeas medem entre 48 e 57 cm e pesam cerca de 3,5 kg. O peso dos animais varia 


O gato selvagem europeu vive em florestas da Europa Ocidental, Central e Europa Oriental, bem como na Escócia e Turquia, que não é encontrado na Escandinávia, Islândia, Inglaterra, País de Gales, ou da Irlanda. O Gato Selvagem Africano é encontrado em desertos e savanas da África e da Península Arábica. O gato selvagem asiático, principalmente habita o desérticos da Ásia Central.

 10. Que animal é conhecido como o rei dos animais? Por que tem esse título? Qual é o seu temperamento realmente gosta?

O leão é conhecido como o rei dos animais. Isso remonta, tanto quanto a história começou a ser  registrada, pois a palavra grega para leão é traduzida como rei em latim. O leão recebe esta distinção porque teme nenhum outro animal. Diz-se também que o leão é nomeado rei dos animais por causa de sua coragem e lealdade. Sua coragem não se pode duvidar, mas um leão não é particularmente  leais.. Leões machos são conhecidos por  assumir o lugar  de outro macho de fêmeas,  por afugentar (ou matar) o macho  mais fraco  Eles costumam formar coalizões de dois a cinco machos e trabalhar juntos para expulsar outros machos. Quando conseguir fazer isso, eles então matar todos os filhotes no orgulho, para que as fêmeas será receptivo a reprodução mais cedo. As fêmeas, por vezes, tentar defender seus filhotes, mas isso raramente é cumprido com sucesso. Essas coalizões de machos não limitam suas atividades a um único orgulho também. Uma coalizão pode dominar vários orgulhos dentro da sua gama. Não é exatamente um modelo de lealdade! (Mas, novamente, nem os reis humanos).

 11. Conte a história de Androcles e o leão.

Androcles foi um escravo romano que fugiu e se refugiou em uma caverna. Um dia, um leão entrou na caverna, mancando. Androcles examinou a pata e tirou um espinho grande. O leão ficou curado e domesticado por Androcles e viveu também na caverna com Androcles até Androcles mais tarde foi recapturado. Androcles foi julgado e condenado a ser rasgado em pedaços por um leão faminto. No fatídico dia, o leão, escolhido para destruí-lo, começou a lamber seu rosto e as mãos com carinho óbvio, em vez de comê-lo. Ele era o leão mesmo que Androcles amizade na caverna. As autoridades foram movidas por essa demonstração de afeto. O rei perdoou e deixou Androcles livre. Eles também permitiu Androcles  manter o leão como um companheiro e andar pelas ruas de Roma com ele.

12. Relacionar quatro histórias da Bíblia em que um membro da família dos felinos é mencionado.

Sansão eo leão. (Juízes 14)
Davi matou um leão e um urso (1 Samuel 17:36)
Leão matou um profeta desobediente. (1 Reis 13)
Benaia matou um leão em uma cova de neve. (1 Crônicas 11:22)
Bezerro, o leão vai deitar-se juntos no céu. (Isaías 11:6,7)
Pode um leopardo mudar suas manchas? (Jeremias 13:23)
Daniel e Cova dos Leões (Daniel 6)
O sonho de Daniel do leão com asas e leopardo com quatro cabeças. (Daniel 7)

Um comentário:

  1. entrei qual perguntas quer que eu responda
    so pra visar eo leonardo

    ResponderExcluir